Biografia

Cynthia Anne Stephanie Lauper, nasceu em 22 de junho de 1953 em um hospital do bairro novaiorquino de Queens, não muito longe da casa dos país, no Brooklyn, Estados Unidos. Embora Cyndi seja um pouco sensível quando lhe perguntam sobre a sua idade “O que eu sou, um carro?”, é a sua rsposta padrão.O pai Fred Lauper trabalhava em uma companhia de navegação e, na adolescência, seus interesses variavam da Arqueologia a tocar silofone. Sua mãe vivia atarefada cuidando de Cyndi, da irmã mais velha, Elen, e do irmão mais novo, Butch. Os pais de Cyndi divorciaram-se quando ela tinha apenas 5 anos de idade e sua mãe acabou tendo de se mudar com as crianças para Ozone Park, em Queens. Até hoje a conversa de Cyndi é impregnada pelo sotaque do Bairro. Os primeiros discos que Cyndi escutou, foram os da mãe, com destaque para Eileen Farrel e Louis Armstrong. Mas o maior acontecimento musical da sua vida de menina foram os Beatles.

Cyndi relata que ficou fascinada mesmo com a voz de John Lennon e conta também que enquanto ela e sua irmã lavavam os pratos, tentavam repetir as harmonias, Cyndi conta que sua voz não soava nada parecida com a de John e isso a deixava desapontada chegando ao ponto de parar de cantar. Seu primeiro violão foi herdado por sua irmã, porém, Cyndi aprendeu tocar “Greenslevees” e foi batalhar no cenário Folk da época. Cyndi demonstrou esforços musicais, cantando em parques e barzinhos , ela está obtendo mais sucesso cantando, pois seus esforços educacionais não obtia o mesmo sucesso. Cyndi estava certa de possuir afinidades com música e arte, mas não conseguia demonstrar isso satisfatoriamente.”Eu tirava zero em arte e fui para uma escola de arte, a Fashion Industries. Então me colocaram na classe dos gênios irrealizados e fracassei nessa também. Me dei mal tantas vezes que fianlmente abandonei tudo e peguei meu GED (General Equivalency Diploma)”.Sua mãe, que havia se casado e divorciado outra vez, trabalhava 14hs/ por dia como garçonete de restaurante para sustentar as crianças, uma situação horrível para Cyndi.. “Era o fundo do poço”, ela conta. “Minha mãe parecia que estava se matando , mas sempre tentava ser feliz.

Acho que o motivo por eu ser o que sou vem de observar minha mãe e as mulheres da minha família e da vizinhança.É engraçado, na vizinhança você vê as mulheres como adolescentes e depois as vê crescer com os filhos, tudo enquanto você tem de 5 a 10 anos, e você as vê assumirem a mesma expressão no rosto, igualzinha a que você vê no da sua mãe. E esta é a vida das mulheres”.Mas não a de Cyndi. Aos 18 anos ela saiu de Ozene Park sem nenhum arrependimento. “Eu já pensava nisso já alguns anos, portanto já era tempo”.Enquanto trabalhava fazendo bicos, Cyndi conheceu Bob Barrel, um artista nos seus 60 anos, com quem estudou algum tempo. Barrel a introduziu na Poesia e na Política, além de lhe indicar alguns livros de autores importantes. Inspirada, Cyndi foi com o seu cachorro Spakle para o Canadá, onde passou duas semanas nas florestas ao Norte de Toronto, dormiu em barraca. Depois voltou para os Estados Unidos, cansada de Nova Iorque, ela se mudou para Vermont , onde frequentou uma escola de arte perto de Stowe, trabalhando como garçonete e agarrando tudo que aparecesse. Pouco tempo depois, meio desiludida, ela resolveu voltar para Ozone Park.

“Voltei para fazer o que eu sabia fazer, isto é, cantar. Ninguém precisou me ensinar como cantar”. Essa suposição mais tarde estava incorreta, se provaria tecnicamente incorreta, mas a atitude estava certa. Em 1974 ela descolou trabalho como vocalista de apoio e dançarina numa banda de baile de Long Island chamada Dov West, que só tocava covers de disco music, coisa que Cyndi detestava. Claro, logo puxou o carro sem ficar com saudades. Em seguida Cyndi começou uma banda chamada Flyer, mais orientada para o Rock & Roll, com repertório na base de Rolling Stones, Rod Stewart etc.

Em 1977, depois de três anos imitando Jagger, Joplin e Stewart, sua voz estava numa pior e, quando Cyndi Lauper chamou uma amiga para substitui-la na banda, esta lhe recomendou que fosse ver Katie Agresta, uma competente professora de canto de Manhattan . Katie conta que encontrou Cyndi em péssimo estado, “quase não podendo falar, três médicos lhe haviam dito que ela nunca mais poderia cantar”. Agresta ensinou-lhe exercícios vocais e aquecimentos e indicou-lhe uma dieta apropriada. E devagarinho Cyndi voltou a cantar. Restaurada a voz, Lauper arranjou para cantar em um night club de Manhattan. Ted rosemblatt, seu empresário na época, foi assisti-la uma noite e levou consigo um compositor chamado John Turi, que também tocava teclado e saxofone.

Lauper e Turi logo se tornaram amigos e começaram a compor juntos algumas canções. Por volta de 1978, eles tinham formados juntos uam banda de Rock estilo anos 50 chamada BLUE ANGEL. Na primavera de 1979, alguns Demo tapes dp Blue Angel chegaram as mãos de Steve Massarsky, um advogado que no ocasião empresariava a Allman Brothers Band. Mas ele não ficou impressionado: “Afita era Horrível”. As canções eram ruins e mal tocadas. Havia algum interesse na voz da cantora “Cyndi”, mas isso era tudo”. Massarsky foi conferir o Blue Angel ao vivo num clube de nome Trax. “Quando Cyndi apareceu no palco”, recorda o advogado, “foi como mágica.Eu nunca tinha escutado nada parecido. Fiquei apaixonado. Ela era magnifica!”. Tão entusiasmando ficou que Massarsky pagou 5.000 dólares para comprar o contrato que Cyndi mantinha com Rosenblatt.Massarsky montou um show para o Blue Angel e convidou toda a indústria fonográfica para assistir. A reação, lembra ele, foi desanimadora:”A cantora é maravilhosa; livre-se da banda”

Contudo, seis meses mais tarde a Polygram Records ofereceu um contrato de gravação para todo o grupo. O albúm de estréia, Blue Angel, lançado em 1980, foi bem aceito pela crítica, mas não pelo estilo rockabilly que a banda julgava ser sua especialidade . Foi a espetacular alcance vocal de Cyndi Lauper que despertou o interesse das poucas que ouviram o LP.Ainda assim Cyndi resistia em se lançar em carreira solo. Entretanto, em 1982 a Polygram dispensou o Blue Angel e o grupo teve um desentendimento com Massarsky, que exigia o pagamento de 80.000 dólares que lhe deviam.Cyndi estava entre os integrantes que decidiram declarar falência, o que lhes foi concedido em 1983. Na ocasião, o juiz que tratou do caso disse:”Deixem a canária cantar!”.Com o Blue Angel demolido, Lauper finalmente estava pronta para a carreira solo. Mas ela sabia o que queria e, se fosse para ser uma estrela, teria que ser sob suas próprias condições. Portanto, antes de agarrar ao primeiro contrato de gravação, Cyndi esperou e fez o que pode para conseguir seus objetivos. Ela cantou canções antigas num piano bar japonês, onde tirou idéias mais extravagantes sobre como se vestir. Um pouquinho antes ela havia conhecido David Woff, um empresário com conexões com a Portrait Records, uma subsidiária da CBS.Wolf que desde então se tornouseu empresário enamorado, colocou-a em contato com o executivo Lennie Petze, que por sua vez arrumou um encontro com o produtor Rick Chertoff. Logo um álbum solo começou a tomar forma, e She’s so Unusual veio a luz em 1983. Cyndi era co-autora de algumas das melhores canções, incluindo a sacaninha “She Bop”, uma versão de “Be-Bop-a-Lula”, de Gene Vicent.

Mas foi o video clip de “Girls Just Want To Have Fun” que realmente fez de Cyndi lauper uma estrela. No clip ela conta a história de sua infância reprimida, o desejo por liberdade e a infelicidade da mãe a interpretar a si mesma no video e recrutou amigos e familiares para participarem , incluindo o irmão e o cachorro Sparkle. Sua mãe adotou até um nome artístico: Katreen Dominique. O clip de “Time After Time” é igualmente autobiográfico, recordando a ocasião em que Cyndi fugiu de casa. Mamãe apareceu neste também, assim como David Wolf, no papel do namorado. Em 1984, Cyndi compôs e gravou a canção-temado filme Goonies, produzido por Steven Spielberg. Em1985 excursionou pela Europa e Japão. True Colors, seu segundo álbum, foi lançado em Setembro de 1986, e a canção – título entrou de cara nas dez mais da parada. “Change Of Heart” logo seguiu o mesmo caminho. No final do ano ela realizou uma turnêde dois meses pelos Estados Unidos, enquanto o álbum se transformou em sucesso no mundo inteiro.Cyndi lauper é filha de pai Americano e mãe Napolitana.

Imagine uma estrela do rock que joga a voz lá em cima, que põe todo mundo pra dançar e usa a linguagem da música nos papos do dia-a-dia. Para arrematar, imagine que essa estrela seja uma mulher… ela existe: Cyndi Lauper.De ouvidos abertos para a música do mundo, Cyndi foi absorvendo inspiração para seu canto eletrônico: Billy Holiday; Tina Turner; Joni Mitchell; Diana Ross… e domesticando seus impulsos – mantendo o dom de transformar tudo isso em frutos de sua própria criação – fazendo nascer um estilo, uma maneira só sua de cantar, nada parecido num raio de vários anos, assim nasceu Cyndi Lauper.

Iniciou sua carreira profissional, após ter passado por sérios problemas com sua voz, em uma banda chamada Blue Angel. Em 1980 lançaram seu álbum de estréia, neste disco estavam “I’m Gonna Be Strong” e “Maybe He’ll Know” músicas que chamaram a atenção de produtores para a extensão da voz de Cyndi.Em 1982 ela assina contrato com a Portrait, cheia de energia no corpo e na alma, Cyndi conquistaria a intimidade com as cabeças pensantes do mundo no ano seguinte com o lançamento de She’s So Unusual: “fui completamente ultrapassada pelo meu próprio êxito. Mas, curioso é que tudo isso veio dar razão àqueles que sustentavam a idéia de que eu deveria iniciar uma carreira solo.”

Prosseguir para a segunda parte

One Reply to “Biografia”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *