Twelve Deadly Cyns … And Then Some

A cantora norte-americana Cyndi Lauper, 40, parece ter sobrevivido ao fim dos anos 80. Depois de lançar há dois meses o disco “Twelve Deadly Cyns… And Then Some”, com seus maiores sucessos, faz uma turnê promocional que passa pela América Latina, Japão, Europa e Ásia. O sucesso do disco, considerado por ela “inesperado” trouxe de volta às paradas a música “Girls Just Wanna Have Fun”, com a qual ela estourou em todo mundo em 84. Cyndi falou com exclusividade à Folha, por telefone, de NY.

Folha – Como seu disco foi feito?
Cyndi Lauper – Esse disco é uma antologia. Procurei reunir meus maiores sucessos e incluí a música “I’m Gonna Be Strong”, que eu gravei com minha banda Blue Angels, em 84. Resolvi gravar também a versão de “Girls Just Wanna Have Fun” feita para meus shows. Acho que música é uma coisa viva,
por isso não queria mostrar só canções antigas. Há outras pessoas me ouvindo agora.

Folha -A idéia de colocar drag queens no videoclipe de “Girls Just Wanna…” saiu de sua apresentação nos Gay Games?
Cyndi – Sim, chamei drag queens que se pareciam com gente de verdade. Não queria só drags glamourosas. Me senti muito honrada com a participação delas na minha apresentação. Foram as pessoas mais profissionais com quem já trabalhei. Acho que esse é o ano das drags.

Folha – Essa nova versão foi produzida pelo DJ Junior Vasquez. Você pretende se tornar uma cantora de dance music?
Cyndi – Sempre adorei dance music. Não sei dançar, mas sempre estive ligada ao estilo. Não tento mais me encaixar em nenhuma definição. Eu adoro o ritmo, mas não sei se sou uma cantora dance.

Folha – Você busca inspiração nos clubes e nos DJs?
Cyndi – Procuro estar sintonizada com o que acontece no cenário pop, mas gosto de todos os tipos de música. Sempre que não estou trabalhando saio com Junior Vasquez para ver o que há de novo na noite.

Folha – O que pretende fazer depois dessa turnê?
Cyndi – A turnê deverá se estender até o começo de 95, mas ainda não sabemos o que vai acontecer. Não esperava que esse disco fizesse tanto sucesso, pois é uma coletânea. Mas quero aproveitar para compor canções para o novo disco enquanto estiver na estrada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *