Categories
Reviews

True Colors Tour Review

Cyndi Lauper during the True Colors ConcertNa semana dedicada a “Pride Week” na cidade de Toronto no Canadá ocorreu na terça-feira dia 19 de Junho o tão esperado concerto que reuniu grandes nomes da música. O show organizado pela cantora Cyndi Lauper trouxe artistas como Debbie Harry, Erasure e The Gossip.

O show ocorreu no Molson Amphie Theater a beira do lago Ontário. Começou por volta das 6 da tarde com diversas bandas abrindo o grande espetáculo. Por volta das 8 horas, Debbie Harry sobe ao palco trazendo seus grandes sucesso como algumas musicas que irão fazer parte de seu novo disco a ser lançado em Agosto de 2007. Após quase 1 hora de show o próximo artista entra em cena.

Erasure sobe ao palco e leva o público a loucura, com músicas mais agitadas e no estilo dance a audiencia simplesmente não conseguiu ficar mais sentado, foi uma explosão de emoção e alegria que contagiou a arena. Erasure ficou no palco por pouco mais de uma hora. Nos intervalos quando eram trocados os equipamentos, a comediante norte america Margareth Chow entrava em palco com parodias com relacao a vida gay. Ela simplesmente fez a platéia cair na risada e ajudou a todos entrar no clima para a esperada hora.

Eram 10:00 da noite quando as luzes se apagam, então possamos ver os membros da banda de Cyndi Lauper subir no palco preparando-se para o iniciar o show. Para minha surpresa, Cyndi começa  cantando nada menos do que “Hole in My Heart”. Ela inicia a canção atras de um veu branco, usando um chapéu de penas e uma peruca de cor laranja levando a delirio mais de 7.000 mil pessoas que assistiam ao espetáculo.

Ao final da canção, Cyndi agradece a todos por estar fazendo parte desse momento de ajuda a conscientização contra a discriminação aos gays. Diz que é hora de tirar a peruca e deixa claro que parte do que foi arrecadado com o show ira para uma organização não governametal nos EUA e para a Parada Gay em Toronto que se realizara no próximo Domingo dia 24.

A grande surpressa do momento foi quando Cyndi canta com a banda a musica “The Goonies R Good Enough” . Para quem conhece a história, a musica havia sido composta para o ex-namorado de Cyndi, que por motivos particulares, a cantora nunca mais havia cantado em shows desde o término do relacionamento em 1989. Cyndi havia cantado “Goonies” a capella, porém apenas pequenos trechos quando atendia a pedidos da platéia. Pela primeira vez em anos, ela coloca a musica no seu repertório.

Outro grande sucesso que havia sido esquecido porem não nesse dia foi “When You Were Mine”. Cyndi tambem trouxe duas musicas inéditas, uma que não recordo o nome, a outra Set Your Heart, já conhecida por muitos de nós desde que ela cantou no programa da Whopi Goldberg.

I Drove All Night veio com todo estilo e garra, Cyndi simplesmente não parava no palco, descendo duas vezes indo de encontro com a platéia. Cyndi canta entao Fearless que durante o inicio da musica devido a problemas técnicos não pode ser escutada pela platéia, seguidos de Time After Time e na grande final “Girls Just Want to Have Fun”.

Ela então se despede de todos com um beijo, porem não diz tchau. Seria isso um sinal de que algo mais estava por vir? Acertou quem disse sim. Após sua saida do palco, Cyndi volta com todos os artistas trazendo balões gigantes com as cores do arco-íris o qual são lançados ao público.

Como o nome da tour era True Colors, essa famosa balada não poderia ficar de fora do repertório. Com a participação de todos, Cyndi comeca a cantar True Colors o qual foi feito em dueto com o vocalista da banda Erasure. Ao palco todos de mãos dadas cantam com a platéia o hino que fez parte de muitas gerações.

No final, eles cantam ABBA, se despedem e dizem adeus. Ficou certamente uma grande lembrança do show para os que estavam presentes, Cyndi sempre demostra ser uma artista e pessoa com garra e muito caracter e respeito pelo próximo e pelas diferenças, sempre lutando para a igualdade e respeito entre todos.

Categories
Artigos

Cyndi Lauper Adora Comerciais

A cantora Cyndi Lauper, 53 anos, que fez sucesso nos anos 80 com o hit Girls Just Want To Have Fun, tenta voltar ao cenário musical com jingles de comerciais.

“Os comerciais são um ótimo veículo novo para pôr sua música para ser ouvida”, disse ela. “Neste momento é nos comerciais que se ouve música nova”, disse ela, citando o fechamento de inúmeros clubes nos EUA, especialmente em Nova York.

Foi essa a maior razão que levou a cantora a trabalhar como consultora criativa do concurso Battle of the Bands, promovido pela Alka-Seltzer para encontrar um novo jingle para divulgar um produto para problemas estomacais.

O novo jingle será ouvido durante o show que antecede a partida do Super Bowl. Lauper, que no ano passado fez sua estréia na Broadway num revival da “Ópera de Três Vinténs”, está trabalhando sobre um novo álbum que, afirma, será composto de materiais novos “baseados em ritmos”.

Ela já lançou um álbum de standards e outro de versões acústicas de algumas de suas canções mais famosas.

Categories
Lead Story

Cyndi Lauper Cancela Show no Brasil e América Latina

Após rumores que o show da Cyndi Lauper que havia data marcada para Outubro desse ano em São Paulo no Brasil, o Cyndi Lauper Site contactou a gerende de relações da cantora que nos informou que o concerto foi cancelado na América Latina. A gerente disse que o principal motivo foi o adiamento do CD que era previsto para o lançamento no verão americano desse ano e que a turnê era parte da promoção mundial do novo álbum. A representante informou tambem que novas datas poderão ser anúnciadas no próximo ano. Infelizmente devido a razões contratuais e de marketing, o novo disco de Cyndi Lauper teve que ser adiato mesmo já estando pronto. Não será dessa vez que os fãs Brasileiros terão a oportunidade de ver essa diva nos palcos do Brasil.

Categories
News

Happy Birthday Declyn Wallace

Dia 19 de novembro Declyn Wallace Lauper-Thornton, filho de Cyndi Lauper e David Thornton completou dez anos.

Declyn nasceu 12:18am em New York. Pensaram que ele nasceria dentro do carro, mas acabou nascendo 40 minutos depois já no hospital.

Em 1999 Declyn saiu em tour com a mãe que estava trabalhando com a cantora Cher.Declyn impressionou os músicos da banda porque mostrou que já tinha noções de como tocar bateria mesmo tendo 18 meses de idade.

Outras curiosidades:

Declyn é afilhado da cantora Patti Labelle;
Fala inglês e espanhol;
É fã do rapper norte-americano Chamillionaire;
Jogava bola com os sapatos de salto de Cyndi Lauper;
Fez o gurgunar de bebê na música “New Years Baby (First Lullaby)” do álbum “Merry Christmas…Have a Nice Life!” (1998);
Joga hóquei.

Categories
Artigos

Cyndi Lauper e Alice Cooper se apresentam no Brasil

Tamanho é o movimento entre os produtores de shows internacionais que dá para fazer uma nova lista de nomes que virão ao Brasil nos próximos meses. Mais 11 atrações acertaram apresentações no país, entre eles Cyndi Lauper e Alice Cooper.

Uma das mais bacanas é a banda de jazz Sex Mob, de Nova York, que toca no Bourbon Street, em São Paulo, no dia 8 de maio.

O grupo é conhecido pelas curiosas versões de canções pop que mostra em discos e no palco. Comandado pelo trompetista Steven Bernstein, o quarteto lançou, em 2001, o CD “Sex Mob Does Bond”, só com músicas de filmes de James Bond.

Os fãs de reggae farão a festa em maio. Nos dias 17 e 18 de maio, o Skatalites se apresenta no Sesc Pompéia. A banda jamaicana, que mistura o gênero a outras vertentes, principalmente o ska, tem mais de 40 anos de carreira.

Alpha Blondy, o mais famoso cantor exportado pela Costa do Marfim, e a veterano grupo jamaicano The Gladiators também desembarcam por aqui. O primeiro já tem datas em São Paulo (dia 18) e Salvador (19), mas pode estender a temporada. O outro faz shows em sete cidades, a partir do dia 23.

O cantor e guitarrista de blues Magic Slim, outra atração de maio, teve sua agenda no Brasil alterada. Ele chega uma semana depois da data antes anunciada. Em São Paulo, há um show marcado para o dia 17, mas o local não foi definido.
Alice Cooper abre o mês de junho com um show no dia 2, no Credicard Hall, em São Paulo. Depois, o cantor de hard rock passa por Belo Horizonte (dia 4), Rio de Janeiro (5), Curitiba (6) e Porto Alegre (7).

Haverá uma seqüência de punk rock com as bandas norte-americanas Agent Orange, Supersuckers, Rufio e No Use For a Name. As três primeiras vêm em junho. O Nufan aparece por aqui em agosto. Em outubro, Cyndi Lauper volta ao Brasil.

A cantora, que fez sucesso nos anos 80 com canções como “Girls Just Wanna Have Fun” e “True Colors”, reservou o palco do Credicard Hall, em São Paulo, no dia 2. Na segunda quinzena chega a banda belga Front 242 para um giro sul-americano que inclui um show em São Paulo, no dia 19.
 

Categories
News

Novo CD de Cyndi Lauper

O novo CD de Cyndi Lauper que tinha programação de ser lançado no verão americano de 2007 “Savoir Faire” ficou entres os 10 CD’s mais aguardados de 2007.

Infelizmente por motivos ainda nao conhecidos, o lançamento do disco ficou adiado para o próximo ano. Desejamos que a espera tenha valido a pena.

1. Britney Spears
2. Michael Jackson
3. Madonna
4. Mariah Carey
5. Rihanna
6. Nicole Scherzinger (from The Pussycat Dolls)
7. The Pussycat Dolls
8. Nelly Furtado (new album in Spanish)
9. Jennifer Lopez (new album in English)
10. Cindy Lauper
11. The Black Eyed Peas
12. Backstreet Boys
13. JC Chasez
14. Whitney Houston
15. Cher
16. Kylie Minogue
17. Kelly Clarkson
18. Maroon 5
19. Kelly Rowland (from Destiny’s Child)
20. Alicia Keys
21. Kayne West
22. U2
23. 50 Cent
24. Green Day
25. Usher
26. Jennifer Hudson (from American Idol)
27. Carrie Underwood
28. M.I.A.
29. Dido
30. Guns’n’Roses
31. Lindsay Lohan
32. Hanson
33. Celine Dion
34. Silverchair (non-australian release)
35. Laura Pausini (new album in english)
36. Bon Jovi
37. Enrique Iglesias
38. Natalie Imbruglia
39. Courtney Love
40. Cassie
41. Eminem
42. Paulina Rubio (new album in English)
43. Willi.am
44. Ashanti
45. Ashlee Simpson
46. t.A.T.u.
47. Brandy
48. The Click Five
49. Lenny Kravitz
50. The Offsrping

Fonte: Billboard

Categories
Artigos

Cyndi Lauper em Sisters Of Avalon

Cyndi lauper volta à forma em novo disco a cantora fala do seu surpreendente álbum “Sisters of Avalon”, evolução de um projeto musical anterior, em que faz homenagem à forma feminina e é considerado um dos melhores trabalhos de sua carreira.

Cyndi Lauper, para quem não lembra , era a sensação da musa pop em 1984. O álbum “She’s so Unusual” foi indicado para vários troféus Grammy , a música Girls Just Want To Have Fun virou hino da geração MTV original e seus cabelos multicoloridos, atitude rebelde e roupas que não combinavam umas com as outras provocaram uma série de imitadoras – Madonna foi a mais bem sucedida delas. Naquela época, ela era a cantora mais popular do mundo.

A cantora teve outros momentos de glória, como os hits Time After Time e True Colors, mas esse passado parece cada vez mais distante. Cyndi lauper casou-se com o diretor de cinema

David Thornton e lançou uma série de discos decepcionantes.

Aos 43 anos, ela ainda quer dicersão, só que não é mais uma garota. Seu novo álbum, Sisters of Avalon, é um trabalho amadurecido. Superior as tentativas anteriores de voltar á forma, Sisters of Avalon, surpreende. O disco foi co-produzido por Mark Saunders, que já trabalhou com Neneh Cherry e assinou o fantástico disco de estréia Tricky. Ao lado das tradicionais baladas e canções pop, Sisters of Avalon, traz trip hop, dance music e até jazz. É um dos melhores discos de sua carreira. Mas não teria chegado tarde demais?

“De acordo com a imprensa, estou sempre retornando”, ela ironiza, por telefone, de Nova York. Cyndi tenta passar a idéia de que Sisters of Avalon não representa uma ruptura, mas a evolução de um projeto musical. Na entrevista ao ESTADO, ela também falou sobre sua amizade com drag queens e o que pensa do sucesso de Madonna.

Estado- Porque você decidiu reinventar-se, fazendo uma linha mais trip hop?

Lauper- Não chega a ser uma reinvenção. É mais uma evolução de Hat Full of Stars( seu álbum anterior, de 1993). As músicas começaram a ser compostas naquela turnê e os músicos que me acompanhavam se tornaram uma banda. Além disso, não é de hoje que estou gravando loops (repetição de batidas por computador). Comecei a mexer com isso em 1990, em The World Is Stone. Na época, diziam que eu era louca, porque loops lentos não funcionavam, veja só. Eu sou mais esperta do que os críticos.

Estado- Como o mito de Avalon entrou no disco?

Lauper- Quando voltei da minha última turnê mundial, li um artigo na revista Newsweek sobre uma cerimônia religiosa que mutilava os órgãos sexuais de meninos de 8 anos. Comecei a discutir com Jan Pulsford, minha parceira no álbum, sobre como as mulheres foram cortadas cirurgicamente da história universal. Coincidiu que estava lendo The 12 Laws of Merlin, que mencionava a força mística feminina na época das lendas do rei Arthur. Aproveitamos a idéia do livro para escrever uma homenagem à forma feminina.

Categories
Reviews

Déborah Blando x Cyndi Lauper

Deborah Bland volta ao Brasil e no programa ela começou a entrevista lembrando da última vez que esteve aqui, em 1992, acompanhada do americano David , que estava presente na platéia. Jô desta vez perguntou se David já falava um pouco de português, e ele respondeu com um sonoro “Eu falo pra caralho…”, carregado de sotaque, para gargalhada geral de todos ali presentes.

David contou para o Jô que quando fez o programa pela primeira vez era conhecido como “Foda-se”, “Viado”. Ele é o empresário de Deborah Blando, que nasceu na Itália mas foi criada no Brasil, em Florianópolis, e depois se mudou para os Estados Unidos.

David é o mesmo empresário da cantora Cyndi Lauper, e falou que “as duas são similares, mas muito diferentes”, para nova explosão de risadas da platéia e do Jô. Ele disse que as duas são cantoras de origem italiana, mas Deborah tem mais ritmo, e é muito mais sexy.

Ele sempre acompanha a cantora ao Brasil, e só aprende “bobagens” na língua portuguesa. Deborah morava em Nova Iorque, mas mudou-se para o Colorado, para viver com o namorado Mark, assistente de um compositor e produtor de discos que tem um estúdio no meio da fazenda onde vivem. No final do programa, Deborah cantou na canja do Jô.

“Esse pequeno texto é um resumo do programa de numero 1854 de 04/15/97 do Jô Soares 11:30 exibido pelo SBT. Nesse programa Deborah Blando estava acompanhada de seu empresário David Wolf, que foi o empresário e noivo de Cyndi Lauper, atualmente Cyndi possui outro empresário e já é casada desde 1991.

O texto entra em contradição quando diz que ambas as cantoras possuem o mesmo empresário, pois quando foi realizada a entrevista ele já não trabalhava mais para Cyndi. Dizem que o encontro de Deborah com David Wolf , deu-se durante o show de 1989 em São Paulo, onde Deborah invadiu literalmente o camarim de Cyndi Lauper cantando para David. Ouve a partir dali um desentendimento entre Cyndi e David, o qual ocasionou numa separação tanto no trabalho quanto na vida sentimental de ambos..”

“Essa nota foi tirada do website do programa Jô Soares 11:30, o qual faz parte dos resumo dos programas já exibidos.”

Categories
Artigos

Cyndi Lauper no Brasil

A cantora norte-americana Cyndi Lauper, que foi ícone nas décadas de 80 e de 90 e a grande estrela da era MTV, volta ao Brasil após 13 anos. Segundo o site Pollstar, que contém o maior conteúdo da industria musical, a cantora fará uma única apresentação na casa de shows Credicard Hall, em São Paulo, no dia 2 de outubro. Na Argentina, Cyndi se apresenta no dia 5 de outubro, na Lune Park, em Buenos Aires.

Após 13 anos, Cyndi Lauper volta ao Brasil.No mês passado, durante um programa de TV norte-americano, Cyndi anunciou que faria uma turnê pela América do Sul e que estava com saudades da comida brasileira: churrasco.

A última vez que a cantora passou por aqui foi em 1994, com a turnê “Twelve Deadly Cyns”, no Olympia, em São Paulo. O repertório do show deve incluir os mais importantes sucessos de sua carreira e canções de um novo álbum com previsão para lançamento em julho deste ano.

Categories
Artigos

A Nova Música de Cyndi Lauper

A cantora norte-americana volta feminista em “Sisters Of Avalon”; canção título é “um rito de passagem”

Cyndi Lauper tem um gato preto. Sua parceira só usa roupas negras e colocou no filho o nome de Merlin. Seu último disco “Sisters Of Avalon”, foi gravado num bosque, “sob a energias das árvores”. Mas ela jura que é tudo uma grande coincidência .

“Eu não pensei em Avalon, em rei Arthur , não sou inglesa (risos). Venho de New York, de uma família de italianos “, afirmou à Folha, por telefone, de seu apartamento em Manhattan.

A cantora, que teve o auge na new wave dos anos 80 -vide o hit “Girls Just Want To Have Fun”-, agora abre os shows de outra veterana, Tina Turner, nos EUA.

Feminista declarada, Lauper se alterna na convicção de que é herdeira das bruxas medievais , queimadas apenas por exercerem sua liderança , e na negação a todo custo de fazer música engajada. “Quero só que as pessoas ouçam meu disco”, diz, enquanto tenta afastar Nick, o gato preto, de seu almoço. A seguir trechos da entrevista.

Folha- Qual a diferença de “Sisters Of Avalon” para seus outros trabalhos?

Cyndi lauper- Esse é meu trabalho mais coeso. Eu compus com apenas mais uma pessoa de minha banda ou então sozinha, não soa como vários pedaços desconectados. O germe da idéia veio do trabalho em “Hat Full Of Stars”.

Folha- Você traz influências de várias partes do mundo para esse trabalho. Como o define?

Cyndi lauper- Minha partner é uma tecladista e nós sempre usamos elementos eletrônicos, especialmente sons sintetizados. Mas como trabalhos como um time, eu gosto de adicionar coisas acústicas, como violinos, a caixa de música do Tennessee, acordeão etc…, porque, para mim, isso traz cor para o trabalho.

Folha- Você é uma Feminista?

Cyndi lauper- Absolutamente. A única maneira de mudas as coisas é mudá-las no seu próprio mundo. Direitos femininos são muito importantes para mim. Mas são anos e nos de preconceito.

Folha- Qual é a importância de colocar essas posições no seu trabalho?

Cyndi lauper- O que eu realmente quero falar é sobre as pessoas e a vida real que eu vejo. Quero escrever canções que dêem poder para as mulheres, como “Sisters Of Avalon”. É uma canção que é um rito de passagem para as mulheres.

Folha- Como chegou a esse nome para o disco?

Cyndi Lauper- Jane tem um filho chamado Merlin, e ela se veste de preto o tempo todo, e o marido dela comprou esse livro “21 Rules Of Merlin” e no livro havia as “Sisters Of Avalon”, mulheres que se vestem de preto e eram as curandeiras , líderes naturais. Ela estava me contando isso e Jane usa preto o tempo todo e nós começamos a rir e eu pensei: “Sisters Of Avalon”, esse é um grande nome. Meu agente também gostou.

Folha- Mas, pessoalmente, você é ligada nessa mitologia?

Cyndi lauper- Nesse momento, eu estava lendo “The Mist Of Avalon”. Mas a canção não tem nada a ver com o livro.

Folha- Vocês gravaram num bosque, foi intencional?

Cyndi lauper- Nós gravamos na floresta, a energia vinha daí, mas não foi intencional, foi no espírito da música.

Folha- Foi uma coincidência?

Cyndi lauper- Sim, foi uma coincidência. Mas eu gosto do bosque. Sabe, essas mulheres eram, na Idade Média, quando a Igreja Católica dominava a Inglaterra muitas mulheres foram queimadas, como se elas fossem bruxas, mas essas mulheres eram normalmente as que tinham outra religião lá. Elas eram as líderes espirituais e as curandeiras.

Folha- Você se considera diretamente ligada a isso?

Cyndi lauper- Sim, com certeza. Esse é o único período em que as mulheres tinham poder na sociedade. É uma sociedade onde homens mulheres viviam juntos. E isso foi tirado de nós. Não nos conhecemos, não conhecemos nossa herança. Não sabemos quem somos.